11 novembro, 2014

Série 9 tem visual belíssimo e boa configuração - Análise Completa



ENCONTRAR O MENOR PREÇO PARA ESSE PRODUTO (CLIQUE AQUI) - BUSCADOR DE PREÇOS

Série 9 tem visual belíssimo e boa configuração

Leve, ultrabook é equipado com i5 (Sandy Bridge) e 4 GB de memória

Avaliação do editor Airton Lopes

Com design elegante e ótima construção, o Série 9 é um ultrabook levíssimo equipado com memória flash de 128 GB. Mas o mesmo drive SSD que melhora o desempenho da máquina deixa o modelo com menos de 60 GB livres para o armazenamento de arquivos. A sofisticação e o conforto oferecidos pelo Série 9 são percebidos ao se trabalhar em frente à tela de 13,3 polegadas com resolução de 1.600 por 900 pixels, a mais alta entre os ultrabooks já testados pelo INFOLab, e ao se usar o teclado com iluminação traseira.

Avaliação de Giovana Penatti

Extremamente leve e fino, o Série 9 tem ar de objeto de desejo. Ao contrário da maioria dos ultrabooks atuais, não é prateado, mas azul escuro. Pesa 1,192 quilos e tem 1,5 centímetro de espessura – dobrado, lembra uma revista -, mas parece bastante resistente. A tampa é de aço escovado e o interior repete essa aparência, inclusive ao redor da tela.

Falando do design da parte interior, o teclado é tipo chiclete, com teclas pretas e retroiluminadas. Há uma dedicada para Ç, mas a interrogação e barra necessitam do Alt Gr, sem uma tecla para elas. Apesar de ficarem numa parte rebaixada, as teclas são “rasas”. Isso causa vários erros de digitação, pois é difícil sentir os espaços entre elas. Também pode ser pouco confortável com uso prolongado, já que os dedos ficam mais arqueados.

O touchpad é bem grande, com 9,9 por 6,8 centímetros, e tem bastante sensibilidade. Não há divisões entre a área de toque e os botões, mas eles existem e a parte na qual eles ficam também é sensível – por exemplo, se quiser selecionar um arquivo e clicar nele com o botão direito, é necessário levantar o dedo, já que arrastá-lo move o cursor.

Apesar do pouco tamanho, o ultrabook é bem servido de conexões. Mas, para mantê-lo o mais fino possível, várias delas precisam de adaptadores e somente o de rede acompanha. Além dessa entrada, o Série 9 tem duas USB (sendo uma 2.0 e outra 3.0), uma microHDMI, uma VGA e uma P2 tanto para microfone quanto para fone de ouvido. Também tem leitor de cartões SD, SDHC, SDXC e MMC.

Além das características físicas que o fazem ideal para a rua, o ultrabook tem duração de bateria boa: nos testes do INFOLab, que forçam a máquina para o maior gasto de bateria, ele teve um desempenho bastante satisfatório de quase duas horas.

Duração da bateria em uso intenso
Barras maiores indicam melhor desempenho

Série 9 900X3B-AD1
1h53min
Macbook Air
1h39min
LG Z330-G.BE51P1(7426)
1h24min


Mas, enquanto o visual é a principal característica do Série 9, o hardware deixa a desejar. Não é péssimo, mas, com as configurações disponíveis hoje, ele fica desatualizado. O processador é Intel Core i5 com Sandy Bridge, 4 GB de RAM e 128 GB SSD. Usá-lo não é nenhum sacrifício, já que tem respostas bem rápidas e desperta em poucos segundos graças ao SSD, mas o desempenho poderia ser melhor:

Benchmark PC Mark 7 (em pontos)
Barras maiores indicam melhor desempenho

Macbook Air
4.344
LG Z330-G.BE51P1(7426)
3.552
Série 9 900X3B-AD1
3.463


Os computadores aos quais o Série 9 foi comparado pertencem à mesma categoria, mas têm processador i7 e um chipset melhor (o Macbook tem Ivy Bridge e o Z330 tem Sandy Bridge de uma série mais avançada).

Já na parte gráfica, a placa é a Intel Graphics 3000. Os resultados obtidos não chegam nem perto dos que seriam com uma placa de vídeo dedicada, mas a da Intel é padrão para a categoria. De todos que passaram pelo INFOLab, somente o Macbook tem uma um pouco melhor, que é a 4000.

Benchmark 3DMark 06 (em pontos)
Barras maiores indicam melhor desempenho

Macbook Air
5.405
Série 9 900X3B-AD1
3.975
LG Z330-G.BE51P1(7426)
3.233


Assim, o Série 9 não é uma opção para quem espera muito do desempenho do vídeo. Ele não é bom para games ou fazer grandes edições de vídeo e de imagem, mas não deixa a desejar nas mais simples. Também não apresenta dificuldades em entretenimento em geral, como assistir a filmes ou ouvir música. Apesar do áudio não ser tão bom, não chega a ser problemático: o volume é médio e a qualidade, relativamente boa. Como a maioria dos notebooks, soa abafado. Quem se importa bastante com o som provavelmente irá preferir um headphone. Já a tela não decepciona. Ela tem 13,3” e a impressionante resolução de 1.600 por 900 pixels. As imagens têm bastante brilho e cores muito vivas. Além disso, por ser fosca, não se torna um espelho ao reproduzir cenas escuras de vídeos ou em ambientes muito iluminados.

É uma pena que a configuração do Série 9 não acompanhe o visual robusto e imponente que ele tem. O preço também não é tão amigável para os componentes que ela tem. Mas quem busca um notebook ultraportátil eficiente, sem exigir que o desempenho seja o de um topo de linha, pode ficar satisfeito com a compra.

ENCONTRAR O MENOR PREÇO PARA ESSE PRODUTO (CLIQUE AQUI) - BUSCADOR DE PREÇOS

Preço (em média - no momento que o artigo foi publicado): 3699.00

Pontos Fortes: Design, peso, excelente construção física, tela fosca e de resolução elevada.

Pontos Fracos: Pouco espaço livre para armazenamento, conexão D-Sub exige adaptador vendido separadamente

Dados Técnicos do Produto: Tela de 13,3” Intel Core i5-2467M 1,6 GHz (Sandy Bridge) 4 GB de RAM SSD de 128 GB Vídeo onboard 1,2 kg Windows 7 Home Premium 1h53min de bateria

Nota Final: 8.2

Se você gostou do Série 9 tem visual belíssimo e boa configuração, não deixe de conferir nossas outras matérias no site.

ENCONTRAR O MENOR PREÇO PARA ESSE PRODUTO (CLIQUE AQUI) - BUSCADOR DE PREÇOS

Fonte: INFO ABRIL

Nenhum comentário :

Postar um comentário